domingo, 27 de março de 2011

eu já devia saber

É que a vida é mesmo assim, nunca nos deixa mal.
Num dia tão difícil para mim como o de 6ª feira, num mix de emoções e bateres descompassados do coração, fui presenteada com o convite para ser a madrinha de baptismo do meu primo António.
Fiquei tão contente, emocionada e (agora que penso nisso) assustada, que passei o resto da noite meio anestesiada.
E, daqui a um mês poderei deixar a verde, ali ao lado, mais um sonho realizado!

2 comentários:

  1. É muito emotivo ser madrinha, eu ainda aguardo por esse dia. Parabéns *

    ResponderEliminar